Um mês após a aplicação de medidas mais restritivas de combate à Covid-19, Ilhéus registrou redução na ocupação de leitos de UTI para tratamento da doença. Conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), desde o dia 20 de março, a cidade mantém uma média diária de 28 pacientes internados. Nos primeiros 15 dias do mês passado, por exemplo, a média diária de internações era de 32 pessoas. O resultado pode ser atribuído diretamente às restrições adotadas pelo Executivo para frear a propagação do vírus.

“Participamos de uma videoconferência com o governador Rui Costa e prefeitos da região para avaliar a situação atual da pandemia e discutir novas medidas de combate a esse terrível vírus. Neste momento precisamos da compreensão e do entendimento de cada cidadão. Estamos avançando com a vacinação, inicialmente, das pessoas mais vulneráveis à doença, mas é fundamental manter todos os cuidados para evitar a contaminação, com uso de máscara de proteção, higienização das mãos e distanciamento social”, ressaltou o prefeito Mário Alexandre.

De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado na quinta-feira (8), dos 81 leitos exclusivos para pessoas contaminadas pelo novo coronavírus, 42 estão ocupados com pacientes oriundos de outros municípios e 27 abrigam pacientes residentes em Ilhéus, o que representa uma taxa de ocupação de 34,56%.

As medidas mais rígidas estabelecidas em decretos do Governo da Bahia e da Prefeitura versam, especialmente, sobre o toque de recolher das 18h às 5h, passando a valer nesta última semana das 21h às 5h, até o dia 12 de abril de 2021; proibição da venda de bebidas alcoólicas durante finais de semana; suspensão do funcionamento de estabelecimentos e atividades que geram aglomeração de pessoas e intensificação da fiscalização, através do trabalho conjunto entre o Estado e o Município.