WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



prefeitura ilheus


(73) 99969-0648
redacao@radiobahiana.com.br

janeiro 2022
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: 13/jan/2022 . 19:03

JAMESSON ARAÚJO: Sem união da direita, eleição pode terminar no primeiro turno

Jamesson Araújo, Editor-Chefe do Site Agravo

Pesquisas recentes estão forçando a direita a se movimentar no sentindo de criar uma união e diminuir o número de pré-candidatos a presidente da república. Sem essa articulação, consequentemente o Partido dos Trabalhadores voltará a comandar o país.

Apesar de muitos Bolsonaristas tentarem desacreditar as pesquisas, vale ressaltar que algumas merecerem, outras trazem números reais, principalmente para o mercado que analisa quais rumos o Brasil está propenso a seguir e o que será mais factível para a economia.

O ex-ministro e ex-juiz, Sérgio Moro, conseguiu em pouco tempo uma crescente junto ao eleitorado, o que muitos não conseguiram em um ano de pré-campanha. Segundo o jornalista, Igo Gardelha, o grupo do ex-juiz tenta convencer ao pré-candidato do PSDB e atual governador de São Paulo, João Doria, a aceitar uma eventual vice. A união formaria uma terceira via forte!

O presidente Jair Bolsonaro acredita que pode surpreender como fez em 2018, principalmente sem acreditar nas pesquisas divulgadas pela imprensa, e aposta no anti-petismo que continua em alta. Claro que existe pesquisa de consumo interno do grupo do presidente. Talvez com números melhores para ele!

O número de apoiadores de Bolsonaro, apesar do fraco desempenho à frente da presidência, continua bom, entre 25 a 30%. Isso representa de 50 a 63 milhões de pessoas, uma fatia significativa do eleitorado Brasileiro.

Falar que Bolsonaro está com a eleição perdida, é desconhecimento político. Vale lembrar que nenhum dos pré-candidatos da direita imaginam se unir a Bolsonaro. Isso é um fato que pode decidir a eleição.

Para Bolsonaro a candidatura de Moro é nociva. O ex-juiz consegue tirar voto de Bolsonaro, abraça os eleitores descontentes, diminuindo o campo de crescimento do atual presidente.

A polarização entre Lula e Bolsonaro, antes colocada como inevitável, agora ganhou novos ingredientes com o crescimento de Moro e a movimentação da direita.

Será suficiente para tirar Bolsonaro do segundo turno ou evitar que a eleição termine no primeiro turno com a vitória de Lula?

Só o tempo dirá!

OPERAÇÃO FORÇA TOTAL INTENSIFICA POLICIAMENTO NA BAHIA

A Polícia Militar da Bahia (PMBA) intensificou o policiamento nos 417 municípios baianos com o início da primeira edição da Operação Força Total. A cerimônia de lançamento ocorreu nesta quinta-feira (13), no bairro da Boca do Rio, com a presença do comandante-geral da PM, coronel Paulo Coutinho, de praças e oficiais da corporação.

A operação amplia as ações ostensivas, preventivas e repressivas de forma a potencializar o policiamento e as operações policiais já em andamento, ampliando a segurança no estado. Também está previsto policiamento em áreas específicas e o cumprimento de mandados de prisão, abordagens a pessoas, veículos e ônibus, além de paradas em pontos estratégicos nos principais corredores de tráfego e blitzes nas rodovias estaduais.

Além do efetivo que atua diariamente, cinco mil policiais militares irão reforçar as ações, inclusive das unidades administrativas e de ensino. Eles atuarão a pé, em viaturas, motocicletas, bases móveis, aeronaves e em postos de abordagem policial.

“A nossa principal missão é proteger a sociedade. No último trimestre, tivemos uma redução de 14,3% nos Crimes Violentos Letais e Intencionais [CVLI] e 40% no mês de janeiro, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Esse resultado é fruto do trabalho de toda a tropa, grande responsável por essa redução. Esta operação é uma mensagem de força e segurança para o cidadão”, pontua o comandante-geral.



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia