As denúncias de assédio moral, sexual e rachadinha feitas por três ex-assessoras contra o vereador de Ilhéus, Luca Lima, chegaram à Câmara de Vereadores.

A denúncia assinada por um dos advogados das vítimas foi protocolada e recebida pela Câmara Municipal na última sexta-feira, dia 16 de abril de 2021. Além da indicação de condutas que incorrem em corrupção, improbidades administrativas e quebra de decoro parlamentar, a denúncia exige da Casa Legislativa a apuração de crimes previstos no Código Penal, todos esses supostamente praticados pelo acusado, vereador Luca Lima, segundo as vítimas.

Segundo informações de uma fonte policial, as denunciantes foram ouvidas na Polícia Civil de Ilhéus na última semana, e reforçaram as denúncias contra o vereador. Além da polícia, o Ministério Público estadual também foi provocado e está acompanhando o caso.

Em nota encaminhada a alguns meios de comunicação, o vereador Luca Lima taxou as acusações como falsas e maldosas, e informou que todas as medidas administrativas e judiciais foram e/ou serão tomadas para reparar quaisquer danos à sua imagem como empreendedor, político e cidadão. Registrou, por fim, que sua assessoria jurídica já ajuizou processo para reparar os danos à sua moral e imagem decorrentes das falsas acusações.

Na última segunda-feira (12), o repórter Oziel Aragão trouxe novas denúncias contra o vereador, agora por ex-funcionários de uma clínica em que ele é um dos sócios.

Com informações do Blog Agravo

Veja nota de esclarecimento emita pelo Vereador Luca Lima