Um grupo com quase 40 venezuelanos desembarcou na rodoviária da cidade de Itabuna, no Litoral Sul, neste domingo (11), em busca de exílio após já terem viajado por Manaus, Belém e Fortaleza. Pelo menos 23 crianças integram o grupo.

Conforme informações, algumas pessoas seguravam placas pedindo por ajuda pelos familiares que permaneceram no país em situação de extrema pobreza e crise socioeconômica. Os venezuelanos relataram fugir da crise do país, que já não tem  energia elétrica e outros insumos básicos.

Nesta segunda-feira (12), o grupo de 38 pessoas foi acolhido pela pela Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza do município para o Centro Pop – onde se acolhem  pessoas em situação de rua –  para que pudessem tomar banho e receber outros cuidados como alimentação.

Em entrevista à TV Santa Cruz, a titular da secretaria, Andréa Castro, disse que o órgão entrou em contato com as entidades competentes para que os estrangeiros possam ser acolhidos e direcionados sobre o que devem fazer. “Estamos providenciando uma creche ou uma escola para abrigar essas pessoas que estão em grande vulnerabilidade social. Nós já estamos providenciando junto aos órgãos judiciários o encaminhamento dessas pessoas”, disse a secretária.