Policiais Civis lotados no Núcleo de Homicídios de Ilhéus realizaram levantamentos para localizar e prender Daniele Reis dos Santos, vulgo Dani, 37 anos, contra a qual havia pendente de cumprimento um Mandado de Prisão Preventiva expedido pela 1ª Vara do Júri da Comarca de Ilhéus.

Relembre o Caso

De acordo com as investigações e a denúncia ofertada pelo Ministério Público do Estado da Bahia, durante todo o ano de 2012, Daniele Reis dos Santos, agindo com a intenção de matar, ministrou pequenas quantidades de veneno na alimentação de seu companheiro J.L.P.S. e também dos três filhos do casal.

A vítima J.L.P.S. chegou a ser internada por diversas vezes no Hospital Regional em Ilhéus, tendo sido transferida para Unidades de Saúde nas cidades de Itabuna e Salvador, passando a realizar diversos exames no intuito de se obter um diagnóstico acerca do seu estado de saúde, sem, contudo, lograr êxito na identificação da causa de seus internamentos.

Durante os internamentos, a denunciada continuava a acompanhar a vítima nos Hospitais e a ministrar pequenas doses de veneno nos alimentos que lhe oferecia, fazendo com que o estado de saúde de J.L.P.S. não tivesse melhoras.

Após ter sido novamente internada em dezembro de 2013, a vítima J.L.P.S. sofreu uma parada cardíaca, sendo alertada pelos médicos de um possível óbito nos dias seguintes.

No Hospital, onde seu companheiro estava internado, a acusada iniciou um novo relacionamento e acabou se afastando da Unidade Hospitalar e da vítima, quando, então, J.L.P.S. começou a apresentar melhorias em seu estado de saúde, o que acendeu um alerta para a possibilidade de envenenamento, o que restou configurado através da realização do exame médico legal.

Além de ministrar o veneno nos alimentos, a acusada ameaçou e obrigou um de seus filhos a fazer o mesmo com o próprio pai.

Após obter êxito no rastreamento de Daniele Reis dos Santos, localizada pela Equipe de Investigação na cidade de Sumaré/SP, a Polícia Civil da Bahia manteve contato com a Divisão de Capturas da Polícia Civil de SP., que de posse das informações, efetuou a prisão da foragida da Justiça.

A presa encontra-se custodiada no 89º Distrito Policial da Capital, no Estado de São Paulo, aguardando ser recambiada  para Ilhéus, onde responderá a processo criminal e será julgado pelo Tribunal do Júri.

Fonte: Núcleo de Homicídios da 1ªDT/Ilhéus-BA – 7ªCOORPIN/Ilhéus-BA.