A 1ª Delegacia Territorial de Ilhéus, através de seu Delegado Titular e do Serviço de Investigação, contando com o apoio logístico e operacional da DEAM do município de Ilhéus e da 7ª COORPIN, cumpriu Mandado de Busca e Apreensão domiciliar no âmbito dos autos nº 8005178-23.2021.8.05.0103, expedido pelo juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ilhéus, numa residência localizada no bairro da Conquista, município de Ilhéus/BA.

A investigação versa sobre crimes praticados por meio cibernético, eis que a suspeita C.R.R.N., a partir do mês de maio de 2018, criou diversos perfis nas redes sociais Instagram e Facebook , a fim de praticar reiteradamente crimes contra a honra de K.F.A.C., que se trata de uma médica atuante neste município, perdurando essa situação durante mais de 3 (três) anos.

Destarte, a vítima vinha sendo sistemicamente atacada por diversos perfis criados em redes sociais, bastando bloquear um perfil para outros surgirem, causando novas importunações indevidas e reiterações de práticas delituosas.

Durante o Cumprimento do Mandado de Busca e Apreensão retromencionado foram apreendidos 4 (quatro) aparelhos celulares e 1 (um) notebook, e, durante visualização do conteúdo, devidamente autorizada judicialmente, constatou-se o registro e utilização das contas empregadas para a prática criminosa no aparelho celular utilizado pela autora.

As investigações tiveram o imprescindível apoio do Laboratório de Inteligência Cibernética da Polícia Civil da Bahia – CiberLab/CIT/DIP/PCBA.

A Polícia Civil do Estado da Bahia tem mantido a atenção a novas demandas sociais, especialmente decorrentes das inovações tecnológicas, visando cessar agressões e discursos de ódio (Hate Speech), com o desiderato de pacificar a sociedade.

Fonte: 1ª DT de Ilhéus/7ª COORPIN.