Bruno Reis – Prefeito de Salvador.

Salvador e região metropolitana vão entrar em lockdown a partir das 20h de sexta-feira (26), até as 5h de segunda-feira (1º), para conter o avanço da Covid-19. A medida foi divulgada nesta quinta (25) pelo prefeito Bruno Reis e pelo governador Rui Costa.

O lockdown é o confinamento e fechamento total das atividades, uma medida mais rígida de proteção, para assegurar o isolamento social. Com isso, a circulação de pessoas fica proibida, exceto para compra de alimentos, transporte de doentes ou realização de serviços de segurança.

Esta é a primeira vez que a medida é tomada na capital baiana, desde o início da pandemia. Nesta quinta, Salvador tem 84% de taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos.

No geral, o percentual de ocupação geral dos leitos (UTI, clínicos, adultos e pediátricos) é de 83%. Na região metropolitana, a situação é semelhante. Ainda na quarta-feira (24), antes do decreto de lockdown em Salvador e região, a prefeitura de Guanambi, no sudoeste baiano, já havia anunciado a medida.

Por lá, começará a partir da segunda-feira (1º) e durará 10 dias. Na região metropolitana, a prefeitura de Madre de Deus também anunciou o lockdown horas antes da capital. Lá, a prefeitura registrou aumento 385,1% nos casos ativos de Covid-19.

Na terça-feira (23), o governador Rui Costa já havia sinalizado que, caso o toque de recolher não ajudasse a frear os números da pandemia, seria necessário o lockdown.