Em um mês de campanha, Ilhéus já aplicou 8.343 das 8.827 unidades da vacina referentes à primeira dose (D1) contra a Covid-19. Isso significa uma cobertura de 94,5% do público-alvo, composto por profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à pandemia; idosos abrigados, acamados e acima de 80 anos e população indígena.

Já para a segunda dose (D2), o índice atingiu 30,6%, sendo aplicadas 1.843 das 6.017 unidades da vacina repassadas até o momento. De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), dos dias 15 a 19 de fevereiro foram administradas 215 doses referentes à conclusão do primeiro ciclo. De 16 a 19 de fevereiro foram aplicadas 1.843 doses de reforço, referentes ao segundo ciclo do esquema vacinal dos grupos prioritários.

Na segunda-feira, 15 de fevereiro, foram aplicadas 93 doses (D1), sendo vacinados 78 indígenas; 4 profissionais da Saúde e 11 idosos. Na terça-feira (16), início da aplicação da segunda dose (D2), foram imunizados 289 trabalhadores da Saúde. Na quarta-feira, dia 17, foram aplicadas 88 doses (D1), sendo imunizados 73 indígenas e 15 idosos. Já as doses de reforço (D2) foram aplicadas em 140 indígenas e 541 profissionais da Saúde.

Vacinação contra a Covid-19.

No dia 18 (quinta-feira), 9 indígenas; 5 idosos e 1 trabalhador da Saúde receberam as vacinas da primeira dose (D1). No mesmo dia, 473 trabalhadores da Saúde; 83 idosos e 38 indígenas receberam as doses de reforço. Já na sexta-feira, dia 19, foram imunizadas 298 pessoas, sendo que 19 indígenas receberam a primeira dose (D1) e 185 profissionais da Saúde e outros 94 indígenas receberam a segunda dose (D2).

O intervalo entre as doses da CoronaVac é de 28 dias. A segunda dose do imunizante de Oxford, todavia, deve ser aplicada em um intervalo de 12 semanas. As doses são reservadas exclusivamente para a vacinação do público prioritário, definido pelo Plano Municipal de Imunização, que segue as recomendações do Plano Nacional de Imunizações (PNI) e a resolução nº 013/2021, da Comissão Intergestores Bipartite da Bahia (CIB-BA).

Mesmo após o início da imunização de parcela da população, a Sesau reitera os cuidados e protocolos de segurança sanitária contra a Covid-19. O uso de máscara de proteção, álcool em gel e o distanciamento social continuam sendo obrigatórios e indispensáveis para a prevenção da doença. Ainda não há previsão para início da vacinação de novos grupos.