A obra está orçada em R$ 3 milhões, verba federal a ser liberada após a destinação da posse do terreno. A previsão para o início das obras é a de um prazo de 90 dias.

Pessoas com deficiências físicas, visuais, intelectuais ou auditivas vão poder contar, em Ilhéus, com a implantação de um Centro Especializado em Reabilitação, por meio do atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), denominado CER IV. Resultado do planejamento da gestão municipal, o CER IV será possível graças a um projeto apresentado ainda no ano de 2017 pela secretaria municipal de Saúde (Sesau) da Prefeitura de Ilhéus, junto ao Ministério da Saúde. A unidade possibilitará a prestação da assistência à saúde para pessoas com deficiências sejam temporárias, permanentes, progressivas, regressivas ou estáveis, intermitentes ou contínuas.

“A finalidade desse centro é ampliar e qualificar o atendimento à saúde através de um tratamento diferenciado para esse público específico. Oferecer dignidade às pessoas com deficiência, muito além de um dever nosso, é uma grande honra e satisfação pois visa o atendimento humanitário e a melhoria da qualidade de vida”, destacou o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre.

Informações repassadas pela Sesau dão conta de que o equipamento funcionará com serviço regulado, com referência de cuidado e proteção para usuários, familiares e acompanhantes nos processos de reabilitação. Engloba, ainda, um projeto terapêutico singular, baseado em avaliações multidisciplinares das necessidades e capacidades das pessoas com deficiência.

Trinta e cinco profissionais capacitados e dedicados ao melhor atendimento, vão atuar para viabilizar o funcionamento do serviço, incluídos médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, psicólogos e enfermeiros.

O local para a construção do CER IV já foi definido. Será ao lado do Sítio Paraíso, na praia do Sul. De acordo com a Sesau, a obra está orçada em R$ 3 milhões, verba federal a ser liberada após a destinação da posse do terreno. A previsão para o início das obras é a de um prazo de 90 dias.

Dentre a estrutura prevista no projeto estão incluídos um ginásio de cinesioterapia e mecanicoterpia, oficina ortopédica com adaptação e manutenção de órteses e próteses ortopédicas.