O presidente da Câmara Municipal de Ilhéus, Jerbson Moraes, usou o pequeno expediente da sessão ordinária desta terça-feira (02), para prestar irrestrito apoio e solidariedade ao governador da Bahia, Rui Costa, que decidiu pelo lockdown – que segue até amanhã, quarta-feira -, na maior parte da Bahia, para conter o avanço da Covid-19 no estado. “Foi necessário, foi o meio que ele encontrou para que as UTIs não faltassem e o seu povo não morresse por falta de oxigênio na porta dos hospitais”, justificou o presidente da Câmara.

Jerbson destacou que, na posição delicada em que o estado se encontra, o governador não teve muitas alternativas para agir. Lembrou da luta empreendida por Rui, nas últimas semanas, através de um processo junto ao STF para obrigar o governo federal a manter uma significativa quantidade de leitos de UTI no estado e o esforço para a aquisição de vacinas com tratativas que seguem sem muitos avanços.

Para o presidente da Câmara é preciso destacar que o governador sabe a importância do comércio, da economia do estado e os efeitos causados pelos prejuízos em função da paralisação de diversas atividades econômicas. “É óbvio que este fechamento não foi ruim apenas para os comerciantes, mas para o próprio estado também”, afirmou.