Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em setembro, a produção industrial da Bahia apresentou seu quinto crescimento consecutivo (4,0%) frente ao mês anterior, na comparação com ajuste sazonal. O avanço da indústria baiana nesse confronto ficou bem acima do registrado na passagem de julho para agosto (1,6%) e também foi superior ao desempenho nacional (2,6%).

Mesmo assim, diferentemente do que ocorre no Brasil como um todo, o setor fabril da Bahia ainda não se recuperou das perdas registradas desde que se iniciou a pandemia da Covid-19, mantendo uma queda acumulada na produção de -7,8% entre os meses de março e setembro.

Dos 15 locais pesquisados pela Pesquisa Industrial Mensal (PIM-PF) Regional do IBGE, 11 apresentaram crescimento na passagem de agosto para setembro, e a Bahia teve a sétima alta dentre eles. Os melhores desempenhos ocorreram no Paraná (7,7%), Amazonas (5,8%) e São Paulo (5,0%). Mato Grosso (-3,7%), Rio de Janeiro (-3,1%) e Pará (-2,8%) tiveram as maiores quedas.